Operação AmazonasPromoção:
Operação AmazonasPromoção:
Sinta-se livre para contactar-nos:

Sináptica vence Desafio Pfizer 2016

Sem categoria 13.10.2016

A Anestech, sediada em Florianópolis e contemplada na quarta edição do Sinapse da Inovação em Santa Catarina, foi uma 3 das vencedoras do Desafio Pfizer 2016. A disputa tem como objetivo buscar startups inovadoras que alinhem tecnologia e visão de negócios em Saúde Digital para melhorar o mundo e transformar o setor de Saúde, através da inovação, e é promovida pela Pfizer – multinacional da indústria farmacêutica, em parceria com a aceleradora Berrini Ventures, focada no setor de Saúde.

O tema central da edição de 2016 foi o poder disruptivo do digital para transformar a Saúde e 135 startups concorreram em 3 categorias: Early-stage, para empresas em fase inicial de desenvolvimento; Commitment, para empresas já constituídas, com solução em beta; e Scalling, para empresas com produtos finalizados e em crescimento expressivo no número de clientes.

unnamed-copia

A sináptica, que venceu na categoria Scalling, cria, desenvolve, aplica, melhora e distribui recursos de tecnologia e informação para a prática diária do médico anestesiologista, gerando benefícios ao profissional, ao paciente, às instituições e ao meio-ambiente. A Anestech já desenvolveu diversas ferramentas para simplificar os processos anestésicos e seus aplicativos são usados em diversos países do mundo.

Para ser selecionada, a startup foi avaliada por uma banca multidisciplinar formada por executivos da Pfizer, da aceleradora Berrini Ventures, de grandes hospitais e investidores do setor de Saúde.  Agora a Anestech receberá mentoria de executivos da Pfizer do Brasil e dos Estados Unidos, no período de outubro a dezembro, e também participará da aceleração da Berrini Ventures que será iniciada em outubro e finalizada em janeiro.

Entre os mentores do prêmio estão Maria Lanzarone (diretora de Produto para a América Latina da Pfizer Inc), Sílvio Ferrari (diretor de Marketing e Vendas da Área Hospitalar da Pfizer Brasil), Eurico Correia (Diretor Médico da Pfizer Brasil) e Fernando Cembranelli (CEO da Berrini Ventures).

As outras duas vencedoras na competição da Pfizer foram a SoulVox e a Laura Networks. A primeira tem por objetivo devolver a própria voz às pessoas que têm restrições de comunicação.A segunda utiliza a inteligência artificial por meio do robô Laura, que é capaz de monitorar as condições dos pacientes e detectar precocemente casos de sepse (infecção generalizada), responsáveis por mais da metade das mortes nos hospitais do Brasil.

 

Fonte: StartSe

Sorry, the comment form is closed at this time.